fbpx

CANNABIS MEDICINAL Vs ESCLEROSE MÚLTIPLA

O QUE É ESCLEROSE MÚLTIPLA

A esclerose múltipla é uma doença autoimune e que, portanto, pelo menos até o momento, não tem cura. 

 

Como acontece com todas as doenças autoimunes, na esclerose múltipla o sistema imunológico (responsável pela defesa do organismo) ataca o próprio organismo do paciente por identificar ali um invasor que precisa ser combatido. No caso da esclerose múltipla, a doença identifica como invasor a mielina, uma membrana que reveste os neurônios e que funciona como uma espécie de transmissor que leva as informações que passam por esses neurônios ao restante do corpo.

 

Por conta disso, a doença causa lesões no cérebro que impedem a comunicação dos neurônios com o restante do corpo e, consequentemente, a transmissão dos comandos emitidos pelo cérebro. Assim, os pacientes acabam enfrentando efeitos como: perda de visão ou de movimentos de partes do corpo, dificuldades motoras, fadiga constante, espasmos, problemas de memória, alterações de humor etc.

A CANNABIS E OS EFEITOS ANTI-INFLAMATÓRIOS

 

Com essas lesões causadas no cérebro, a esclerose múltipla acaba gerando uma forte ação inflamatória, que costuma causar muitas dores e outros tipos de desconforto.

 

É aí que a Cannabis entra.

 

A Cannabis medicinal é amplamente reconhecida por sua poderosa ação anti-inflamatória, o que faz da planta uma potente aliada nos tratamentos em pacientes que sofrem com a esclerose múltipla.

 

Como já dissemos, a doença não tem cura, mas tem tratamento. E esse tratamento consiste justamente em aplacar os efeitos da esclerose múltipla, impedindo sua ação desmielizante e combatendo os efeitos inflamatórios, além da sensação de dor e outros desconfortos.

 

Por isso, não é surpresa que médicos, cientistas e pacientes do mundo todo tenham se rendido aos efeitos benéficos da Cannabis medicinal. Além de sua ação anti-inflamatória, a Cannabis medicinal age aplacando a dor, devido ao seu forte efeito analgésico, o que garante uma melhora significativa na qualidade de vida de pacientes que precisam conviver com a doença.

 

E aqui, além do famoso CBD, o THC também tem papel fundamental.

CBD + THC = EFEITO COMITIVA

 

Apesar de o THC, por conta de seus efeitos psicoativos, ainda sofrer bastante preconceito nos tratamentos com Cannabis medicinal, seu potencial terapêutico não pode ser ignorado, principalmente quando falamos de tratamentos contra esclerose múltipla.

 

Nesses casos, os melhores resultados são alcançados quando as fórmulas utilizam tanto o CBD quanto o THC, o que gera o efeito comitiva (ou efeito entourage) que acontece quando os componentes da fórmula, no caso o CBD + THC, agem juntos potencializando e equilibrando os efeitos um do outro para o organismo.

 

Aqui, ao mesmo tempo em que o CBD age com seus efeitos anti-inflamatórios, contra a dor, ansiolíticos e neuroprotetores, o THC atua também com seu efeito analgésico, além de funcionar como um poderoso relaxante muscular, ajudar a diminuir náuseas\ vômitos e estimular o apetite.

 

OU SEJA: trabalhando em conjunto, dois dos principais fitocanabinoides presentes na planta oferecem o máximo de suas possibilidades terapêuticas.

 

E tudo isso com muito mais segurança.

SEGURANÇA NO TRATAMENTO

 

Existem alternativas ao uso da Cannabis medicinal no tratamento para pacientes que sofrem com esclerose múltipla, é claro, mas nada se assemelha à segurança oferecida pela planta.

 

Enquanto anti-inflamatórios tradicionais, além desses efeitos, geram efeitos colaterais adversos que, não raro, precisam ser tratados com mais medicamentos, a Cannabis medicinal atua com o mínimo de impacto no organismo.

 

Já é ponto pacífico entre cientistas e profissionais da saúde que a Cannabis medicinal, sobretudo o CBD, apresenta um perfil se segurança positivo em tratamentos contra a esclerose múltipla, o que significa dizer que ele não apresenta efeitos colaterais prejudiciais ao paciente. Atuando unicamente como uma alternativa terapêutica eficaz e segura para o tratamento dessas pessoas.

ESPERANÇA PARA SEGUIR EM FRENTE

 

Ser diagnosticado com uma doença séria e incurável, como é o caso da esclerose múltipla, não é nada fácil. Pacientes e familiares precisam se recuperar rapidamente do baque que significa receber uma notícia dessas e partir atrás de tratamentos que, normalmente, são bastante complexos, cansativos e caros. Apesar de oferecidos pelo SUS, não é raro que os pacientes precisem entrar em filas e enfrentar a burocracia do Estado para ter acesso aos medicamentos necessários para combater a doença.

 

Por isso mesmo é que a possibilidade de tratamento através de uma planta – e jamais podemos esquecer que é disso que se trata a Cannabis medicinal – milenar e tão importante, que oferece tantos benefícios e praticamente nenhum efeito adverso, se mostra tão importante.

 

É a esperança de seguir em frente com saúde, qualidade de vida e conforto o que está em jogo aqui. E por isso sempre vale a pena lutar.


ENDO-DNA BY QUANTIC 

 

Através do teste Endo-DNA by Quantic, que utiliza a mais moderna tecnologia em testagem genética para oferecer relatórios completos sobre cada organismo, podemos identificar debilidades e fortalezas do corpo, o que permite que médicos e pacientes possam encontrar a fórmula ideal para cada organismo, inclusive em tratamentos contra os efeitos da esclerose múltipla.

 

Através de relatórios completos e informações confiáveis sobre o organismo do paciente, o profissional da saúde pode definir a dosagem ideal para que, desde o início, se possa alcançar os melhores resultados, oferecendo ao corpo todos os benefícios presentes na planta, agindo como um apoio fundamental em tratamentos que visem a melhora da qualidade de vida do paciente.

 

Se você se interessou e quer saber mais sobre o seu corpo e sua saúde, baixe o teste e faça agora mesmo!

Para ficar por dentro do mundo da Cannabis Medicinal, seus usos e benefícios, acesse outros conteúdos em nosso Blog e nos acompanhe nas redes sociais .

18 de agosto de 2022

Compartilhe: 

Abrir bate-papo
ESTAMOS ONLINE!
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?