fbpx
cannabis na moda

A CANNABIS TÁ NA MODA: COMO A FIBRA DA PLANTA PODE REVOLUCIONAR A INDÚSTRIA FASHION

UM MOTOR DA ECONOMIA, MAS QUE POLUI.

Com crescimento anual estimado na casa dos 11,4%, a indústria da moda é um dos segmentos com maior faturamento global e responsável por grande parte da retomada econômica mundial pós-pandemia.

Com uma demanda que só faz crescer, o mercado da moda é um motor econômico importante e responsável por centenas de milhares de vagas de emprego. 

Por outro lado, essa mesma indústria é responsável por despejar toneladas de CO2 na atmosfera, contribuindo para o aquecimento global, além de produzir outras tantas toneladas de resíduos que acabam poluindo o planeta.

E é nesse cenário que a Cannabis, mais especificamente o cânhamo, surge como uma alternativa ecologicamente consciente e economicamente viável para uma indústria essencial, mas que precisa ser repensada o quanto antes.

TIPO MACONHA, SÓ QUE DIFERENTE.

Espécie de Cannabis Sativa, a mesma de onde vem a maconha, entre as principais características do cânhamo estão a resistência e versatilidade de suas fibras.

Diferente da planta usada para fins recreativos, as espécies de cânhamo apresentam concentrações muito baixas de THC (menores do que 0,3%), o que faz com que não sejam próprias para esse tipo de consumo.


Em compensação, suas fibras são utilizadas há séculos (os cordames e velas das naus que chegaram ao Brasil em 1.500 eram feitos de cânhamo) para a fabricação de tecidos e cordas altamente resistentes e duráveis.


ALIÁS: apesar de não ser o tema deste conteúdo, vale salientar que o cânhamo também pode ser utilizado na construção civil em substituição a outros materiais muito mais poluentes, onde ele é reconhecido, inclusive, por retirar CO2 da atmosfera e reter o dióxido de carbono, fazendo com que as construções funcionem como imensos filtros. 

FIBRAS MELHORES E MAIS RESISTENTES

Diferente do algodão, principal matéria-prima utilizada hoje em dia pela indústria têxtil em geral, inclusive a da moda, as peças fabricadas a partir das fibras do cânhamo são melhores e mais resistentes, o que prolonga a vida útil das roupas. 

Peças de algodão podem (e costumam) deteriorar com o tempo, fazendo com que a roupa fique desgastada e seja descartada. Principalmente quando falamos de grandes marcas que trabalham com a linha fast fashion. Já as peças feitas a partir do cânhamo podem durar anos mantendo sua estrutura praticamente intacta.

Além disso, as roupas feitas de cânhamo não encolhem e são mais resistentes à formação de bolor e mofo.

ECOLOGICAMENTE SUSTENTÁVEL

Por serem muito mais resistentes do que o algodão, as plantas de cânhamo exigem baixa aplicação de herbicidas (bem baixa mesmo) e menos água (cerca de 1/10) para o seu cultivo. O que faz dessa uma cultura ecologicamente sustentável.


O frequente e crescente despejo de pesticidas (leia-se: veneno) no solo é responsável por altos níveis de degradação de diferentes biomas, além de poluir o lençol freático, envenenando fontes de água que, inevitavelmente, são consumidas por pessoas e animais. 


O que significa dizer que, de uma só vez, a substituição do algodão pelo cânhamo poderia retirar toneladas de veneno do solo e da água, ao mesmo tempo em que utilizaria cerca de 1\10 (um décimo) da água utilizada hoje para cultivar a mesma quantidade de fibras.

 

MAIOR PRODUTIVIDADE

A produtividade do cânhamo é estimada em 10 toneladas por hectare. O que pode representar o dobro da produtividade do que se observa no algodão.

Essa relação entre área cultivada x produtividade impacta diretamente o meio ambiente, pois faz com que se ocupe menos espaço com uma monocultura que, com o tempo, pode consumir nutrientes do solo fazendo com que ele se torne infértil.

 

Quando juntamos essa informação à do menor uso de água e à baixíssima necessidade de pesticidas, o cânhamo se mostra como uma alternativa que não pode ser ignorada e, mais do que isso, que merece um olhar atento e imparcial das autoridades e da sociedade em geral.

PERFEITO PARA O CLIMA BRASILEIRO

Além disso tudo que dissemos aqui, que já não é pouco, o cânhamo ainda se adapta perfeitamente ao clima quente do Brasil. O que faz dele não apenas uma alternativa ecologicamente consciente e economicamente viável, como já apontamos, mas também uma oportunidade de colocar o nosso país na vanguarda de uma indústria multibilionária e com capacidade de geração de milhares de empregos diretos e indiretos para várias camadas da sociedade.

Para ficar por dentro do mundo da Cannabis Medicinal, seus usos e benefícios, acesse outros conteúdos em nosso Blog e nos acompanhe nas redes sociais.

16 de dezembro de 2022

Compartilhe: 

Abrir bate-papo
ESTAMOS ONLINE!
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?