fbpx
Doenças raras e a Cannabis

DOENÇAS RARAS E A CANNABIS: COMO A PLANTA CONTRIBUI PARA O TRATAMENTO DE DOENÇAS GENÉTICAS.

Doenças raras são aquelas que afligem 65 pessoas a cada 100.000 indivíduos. Pode até parecer pouco, mas se levarmos em conta que a população mundial em 2022 já passa dos 7,8 bilhões de pessoas, é muita gente!

Gente que sofre com os sintomas e, muitas vezes, a falta de tratamentos eficazes para essas doenças. Uma realidade que vem mudando graças aos constantes avanços nos estudos com a Cannabis medicinal.

Por se tratarem de doenças que, pelo menos até o momento, não têm cura, o simples fato de possibilitar o alívio dos principais sintomas, assim como retardar o avanço deles, faz da Cannabis uma poderosa aliada na promoção da qualidade de vida dessas pessoas, assim como de suas famílias, que sofrem junto vendo seus entes queridos sucumbirem dia após dia.

O SUCESSO NO TRATAMENTO DA EPILEPSIA

Síndromes como a de Dravet e Lennox-Gastaut são doenças que provocam casos graves de epilepsia refratária, com pacientes enfrentando diversas convulsões todos os dias, o que, além do sofrimento, impede o próprio desenvolvimento intelectual e motor da pessoa.

Como acontecia com a menina Charlotte Figi, uma criança americana que, enfrentando até 300 convulsões por semana devido à Sindrome de Dravet, aos cinco anos de idade vivia com o auxílio de uma cadeira de rodas. Após diversas tentativas infrutíferas com medicamentos convencionais, a mãe da menina procurou o tratamento com CBD, à época ainda ilegal nos EUA. De 300 por semana, o número de convulsões da menina baixou para cerca de 3 por mês, o que fez do caso um case de sucesso conhecido mundialmente e que contribuiu para o avanço da legislação sobre Cannabis medicinal no país, auxiliando outras milhares de famílias que se beneficiam do tratamento até hoje ao redor do mundo.

A esse caso emblemático seguiram-se vários outros, com diversas outras crianças que chegam a experimentar uma redução de até 90% no número de convulsões. Isso permite que, em um espaço muito curto de tempo, esses pacientes vivenciem situações que antes eram impossíveis devido à doença. Uma realidade inegável e que colocou os tratamentos com Cannabis em evidência na mídia mundial.

A CANNABIS E OUTRAS DOENÇAS RARAS\GENÉTICAS

Apesar de os casos de epilepsia refratária serem os mais conhecidos, não para por aí a contribuição da Cannabis para o tratamento de doenças incuráveis.

Diversos pacientes de diversas outras síndromes também vêm, a cada dia mais, se beneficiando das propriedades curativas da planta e de seus componentes.

DOENÇA DE CROHN

Afetando mais de 150 mil pessoas apenas no Brasil, a Doença de Crohn se caracteriza por causar muita dor, perda de peso e fadiga devido às constantes crises de diarreia que ela provoca. Algo que interfere diretamente na vida do paciente, podendo inclusive, em casos mais graves, causar risco de vida.

Pesquisas recentes demonstram que pacientes tratados com Cannabis experimentam diversos efeitos positivos na diminuição dos sintomas e melhora na qualidade de vida.

 

HEMOFILIA

Distúrbio genético que afeta a coagulação do sangue, a hemofilia é uma doença rara, mas muito sofrida. Além dos sangramentos constantes, pacientes dessa doença sofrem com muitas dores nas articulações, inchaços e lesões.

Embora a Cannabis não tenha a capacidade de agir na melhora da capacidade de coagulação do sangue, quando usada juntamente com outros medicamentos, ela tem possibilitado o alívio das dores nas juntas\articulações e nos músculos, redução da fadiga, alívio das náuseas e redução de inflamações em geral.

COMO SABER SE O TRATAMENTO COM CANNABIS É PARA VOCÊ

Antes e como sempre, não custa lembrar: todo tratamento deve ser feito com o aconselhamento e acompanhamento de um médico. E isso, é claro, inclui a Cannabis.

Dia após dia, apesar dos entraves causados por fatores e interesses que nada têm a ver com questões científicas e de saúde, mais e mais médicos têm passado a prescrever o uso da Cannabis para o tratamento de doenças raras\genéticas.

Por isso, se você ou alguém da sua família passa por essa situação, o primeiro passo é conversar com seu médico de confiança para que, juntos, possam estudar a melhor maneira de abordar o problema.

Caso a resposta seja negativa, talvez seja o caso de buscar outras opiniões, com profissionais que estejam mais propensos a cogitar um tratamento a partir da planta.

O MELHOR TESTE CANÁBICO DO MUNDO

Para auxiliar médicos e pacientes a encontrarem o tratamento ideal, na dose certa e com a máxima precisão, trouxemos ao Brasil o Endo-DNA by Quantic, o melhor teste canábico do mundo.

Através de seus relatórios completos, somos capazes de identificar fortalezas e deficiências do corpo, o que permite que você descubra a fórmula ideal para tratar diversos problemas.

Para ficar por dentro do mundo da Cannabis Medicinal, seus usos e benefícios, acesse outros conteúdos em nosso Blog e nos acompanhe nas redes sociais.

05 de maio de 2022

Compartilhe:

Abrir bate-papo
ESTAMOS ONLINE!
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?